SITRAEMG realiza Roda de Conversa com servidores do TRE-MG

unnamed (7)

Nessa terça-feira, 8/09, foi realizada uma roda de conversa virtual do SITRAEMG com servidores do TRE lotados na Capital e Interior. A reunião tratou sobre a volta ao trabalho presencial em tempos da pandemia do coronavírus, sem se preocupar com a recomendação da Organização Mundial de Saúde de se manter o isolamento social como medida preventiva. Estiveram presentes também os coordenadores Carlos Humberto Rodrigues, Célio Izidoro, Adriana Mesquita, Elimara Gaia e Nestor Santiago e o psicólogo e responsável técnico pelo Departamento de Saúde do Trabalhador e Combate ao Assédio Moral (DSTCAM) do SITRAEMG, Arthur Lobato.

O coordenador Célio Izidoro ressaltou que um dos objetivos da roda de conversa é ouvir as  sugestões dos servidores. “Para o Sindicato, o retorno ao trabalho presencial é precipitado, pois ainda existem registros de casos e mortes em Minas e no mundo pela Covid-19, além da falta de condições de segurança para essa volta, principalmente nos cartórios do interior”, enfatizou.

Já o psicólogo Arthur Lobato destacou que os tribunais decidiram que irão voltar ao trabalho presencial. “O SITRAEMG acredita que a prioridade, neste momento, é a vida e a saúde dos servidores. O DSTCAM propôs o pacto pela vida porque as pessoas estão sendo obrigadas a retomarem ao trabalho e outras querem trabalhar, mas sem perceber que elas podem estar no grupo de risco e levar o vírus para dentro de casa. A posição do Sindicato é: Por que a necessidade do trabalho presencial? Por que não pode realizar as demandas em teletrabalho?”, questionou.

A coordenadora Adriana Mesquita, servidora do TRE, disse que nada está completamente seguro para o retorno. “Com relação ao fornecimento dos EPIs, o tribunal se comprometeu a disponibilizar o álcool em gel e máscara para os mesários nas Eleições. Para o servidor, não sei se terá. Foi solicitado também a divisória de acrílico nos cartórios, mas ainda não foi esclarecido se haverá e como vai ser a distribuição. A questão é que quem toma as decisões nunca pisaram em um cartório eleitoral para conhecer a realidade. O que nos resta é tentar minimizar os riscos, uma vez que as Eleições irão acontecer e é muito preocupante. Tem muita demanda que é para a preparação das votações, como a carga de urna, que é presencial e não pode fazer de casa”, relatou.

O coordenador Nestor Santiago comentou que foram realizadas reuniões com gestores do TRE e eles garantiram que, em primeiro lugar, há um calendário eleitoral que é determinado por Emenda Constitucional e não pode deixar de ser cumprido. Os gestores também asseguraram que servidores terão uma atenção enorme e que serão enviados para vários cartórios a Face Shield (mascará de proteção facial), álcool em gel e máscaras. “Gostaríamos de ouvir vocês como está sendo o dia a dia para conversarmos e ajudá-los. A pandemia não acabou, acho que agora é luz vermelha e não amarela porque está todo mundo achando que acabou a pandemia, mas em BH, por exemplo, parece que a vacina chegou.”

Elimara Gaia destacou que “queremos saber também o posicionamento de vocês, servidores(as), em relação ao retorno no TRE, se vocês são favoráveis ou contra.

Veja abaixo alguns relatos dos servidores sobre o cenário atual em tempos de pandemia:

– “Os servidores que voltaram estão mantendo a distância, uso constante da máscara e limpeza do telefone com álcool em gel. O atendimento é feito da porta para fora, ainda não temos a divisória de acrílico. Recebemos máscaras e álcool em gel. Vários mesários estão com medo da pandemia e pedindo dispensa. Temos servidor do grupo de risco trabalhando presencialmente”;

– “No cartório voltaram praticamente todos os funcionários. Temos que fazer a maioria das atividades da preparação para as Eleições, todas presenciais. Recebemos os materiais e a conferência tem que ser presencial. O trajeto para o trabalho pode ser risco de contaminação. Temos um caso de colega afastada por ter testado positivo para Covid-19. Não foi autorizado pelo Tribunal que todos os servidores do nosso local de trabalho fizessem o exame e foi orientado que para ser realizado só se tivermos algum sintoma. A Prefeitura fez a desinfecção do local com água sanitária e cloro. Temos casos confirmados na cidade e no entorno. Os moradores estão desrespeitando as medidas de segurança, poucas pessoas de máscara, filas de banco sem distância entre as pessoas, praças e comércio reabertos, mas o nosso receio é porque a pandemia ainda não acabou.” O Sindicato irá enviar um ofício solicitando, em caráter de urgência, o afastamento dos demais servidores do cartório, que podem estar assintomáticos.

– “Trabalho em home office no momento, sou do grupo de risco e ainda não tenho segurança para voltar a trabalhar presencialmente”;

– “Trabalho no fórum de cartório em teletrabalho, mas tenho visto muitos servidores que trabalham nos cartórios, desde o início da pandemia, no serviço presencial. As pessoas estão achando que elas podem continuar trabalhando porque elas têm que fazer a Eleição. Então, pensam em primeiro plano na realização das Eleições. Temos que ter uma observação muito maior do que eles estão pensando. A Eleição é primordial, mas se derem o sangue à eleição vai sair, mas o que vocês vão ganhar em contrapartida? Temos que pensar nisso. Será que realmente vale a pena sacrificar sua vida por conta da Eleição? Temos o Sindicato e a Lei de respaldos que asseguram a gente e não temos a necessidade de correr esse risco.”

Durante a reunião, os representantes do SITRAEMG também informaram que se cogita uma greve sanitária dos servidores que forem obrigados a trabalhar presencialmente. A Fenajufe vem discutindo essa questão e o Sindicato está em busca da opinião dos servidores para saber como eles encaram isso, como seria e se acham que é viável essa grave.

Nesta semana, também serão realizadas rodas de conversa com os servidores do TRT no dia 9/09 (hoje), às 18 horas, e com os da Justiça Federal no dia 10/09 (quinta), às 18 horas. Veja abaixo os links de acesso às reuniões:

Reunião virtual com servidores do TRT: https://meet.google.com/pqo-ejzs-ciz

Reunião virtual com servidores JF: https://meet.google.com/amm-wugo-faj

Servidor(a) do TRT e da Justiça Federal, a sua participação na roda de conversa é imprescindível neste momento. Acesse o link da reunião, se informe e opine.