Calendário dos servidores do PJU inclui Dia Nacional de Luta e de Greve contra Reforma Administrativa

Ampliada_10deOUT_SITE

A reunião ampliada virtual da Fenajufe realizada no sábado (10/10) contou com a participação dos seguintes filiados do SITRAEMG: como delegados, Marco Antônio Paiva Nogueira Júnior (JF), Paula Drumond Meniconi (TRT), Juliana Santana Rick (JF), Flotilde Conceição Lacerda Lage (JF), Carlos Wagner Melo Franco (TRT), Davi Ernesto Landau Rubbo (TRT), Edmilson Alves do Nascimento (JF), Wallace Marques Coelho (JF) e Elimara Cardoso Bernardes Gaia (TRT); como observadoras, Sônia Maria Peres de Oliveira (TRT) e Liliam Sueli Gonçalves Pinto (TRT).

Ao todo, foram registrados 112 participantes, também sendo representados o Sindjus/AL, Sitraam/AM, Sindjufe/BA, Sindissétima/CE, Sinjufego/GO, Sintrajufe/MA, Sindjufe/MS, Sindijufe/MT, Sindjuf/PAAP, Sindjuf/PB, Sintrajuf/PE, Sisejufe/RJ, Sintrajurn/RN, Sintrajufe/RS, Sintrajusc/SC, Sintrajufe/CE, Sintrajud/SP e Sindiquinze/SP, além da Fenajufe, incluindo coordenador Isaac Raymundo Lima, que é filiado e membro do Conselho Fiscal do SITRAEMG.

Calendário de lutas, debates e informes

Além da aprovação de um calendário de lutas, que inclui a construção do Dia Nacional de Luta nos estados, para 28/10, e um Dia Nacional de Greve contra a Reforma Administrativa, provavelmente para o dia 11/11, os servidores presentes puderam participar, ainda, de rico debate sobre Reforma Administrativa (PEC 32/2020 e Plano Mais Brasil, a partir de palestras proferidas pelo advogado Cézar Britto, ex-presidente da OAB Nacional e assessor jurídico da Fenajufe, e pela economista Maria Lúcia Fatorelli, coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida; e dos informes dos sindicatos e da Federação.

Calendário de lutas aprovado

 

Participação dos mineiros

Gráficos trazidos pela Dra. Maria Lúcia mostram, de forma cristalina, que as argumentações econômicas justificadoras da bestial Reforma Administrativa que o governo planeja não têm qualquer procedência. A reforma não passa de mais uma tentativa de apropriação dos recursos públicos pelas elites financeiras”, registra o relatório elaborado, em conjunto, pelo grupo de filiados do SITRAEMG que participou da reunião ampliada, informando também que, ainda pela manhã, houve a apresentação de 11 propostas para deliberação dos delegados, sendo cinco de autoria do grupo de servidores mineiros, todas elas aprovadas. “Embora tenham sido apresentadas individualmente, foram todas fruto de elaboração coletiva”, esclarece.

“Assim, apresentamos o relatório de nossos trabalhos, crendo, sinceramente, que cumprimos o papel para o qual, com imensa honra, fomos escolhidos por vocês para desempenhar na mais importante reunião nacional da categoria. Finalizando, todos os delegados de Minas, ainda que eleitos por três chapas diferentes, trabalhamos juntos, discutindo, propondo e votando. Com muito orgulho, podemos dizer que o único interesse defendido todo o tempo foi o da categoria. E é assim que esperamos que seja sempre”, conclui o relatório.

Propostas do grupo de Minas